Relatório da ONU aponta que Brasil registra mais patentes

O Brasil é o terceiro país com maior crescimento de registro de patentes, ficando atrás apenas da Índia e da França. É o que aponta relatório da Organização Mundial de Propriedade Intelectual (OMPI), divulgado nesta semana em Genebra.

O documento Indicadores de Propriedade Intelectual Mundial registra ainda que o país também ocupa o terceiro lugar nas vendas online. A publicação analisa categorias como patentes, marcas, projetos industriais, indicações geográficas e indústria editorial.

O Brasil é o terceiro país com maior crescimento de registro de patentes, ficando atrás apenas da Índia e da França. É o que aponta relatório da Organização Mundial de Propriedade Intelectual (OMPI), divulgado nesta semana em Genebra.

O documento Indicadores de Propriedade Intelectual Mundial registra ainda que o país também ocupa o terceiro lugar nas vendas online. A publicação analisa categorias como patentes, marcas, projetos industriais, indicações geográficas e indústria editorial.

O Brasil está ao lado de Portugal, China, Rússia e Reino Unido no grupo de cinco nações que a agência destaca pelo “grande aumento” no registro de proteção de marca em relação ao Produto Interno Bruto (PIB) entre 2008 e 2018. No caso do registro de patentes, a Índia teve crescimento de 20,8%, enquanto França ficou com 10,5% e o Brasil com 9,8%.

De acordo com o relatório, a Ásia representa mais de dois terços de todas as solicitações de patentes, marcas comerciais e projetos industriais de 2018.

A China lidera o crescimento global na demanda por direitos de propriedade intelectual. O país registrou um recorde de 1,5 milhão de pedidos, que correspondem a 46,4% do total global.

Os Estados Unidos mantêm a liderança em termos de solicitações feitas nos mercados de exportação. O país teve 597.141 solicitações, seguido do Japão com 313.567 e Coreia do Sul com 209.992.

fonte

https://nacoesunidas.org/relatorio-da-onu-aponta-que-brasil-registra-mais-patentes/