Microsoft lucra mais com o Android do que com o Windows!

A Microsoft entrou em um acordo na Coreia do Sul com a Samsung e LG por meio da Comissão de Troca Justa da Coreia (FTC), reduzindo o preço cobrado das patentes obrigatórias para compor o software Android. A gigante de Redmond está cedendo este alívio no valor após enfrentar duras acusações de antitruste, vindo à tona depois da aquisição da Nokia através de uma negociação bilionária, resultando na demissão de milhares de funcionários da empresa finlandesa ao redor do mundo. Portanto, apesar da criadora do Windows ter aceitado o contrato, está passando por tal situação puramente pelas violações de competição justa apresentadas pela corte responsável.

É de conhecimento público que a Microsoft detém a maior parte das patentes necessárias para a utilização do Android, embora o Google seja dono do sistema operacional. De fato, o governo sul-coreano já afirmou que das 310 documentações requisitadas na implementação da plataforma do robô, 200 são pertencentes à companhia antigamente liderada por Bill Gates. Em decorrência disto, a mesma gera uma receita maior com essas licenças do que com seus próprios produtos, algo alarmante ao levar em conta a massiva dimensão da Microsoft. Eis a nota oficial publicada após o acordo na Comissão de Troca Justa da Coreia:

“Em troca de aprovar a aquisição planejada por US$ 7 bilhões da companhia de telefonia móvel, Nokia, pela Microsoft, MS concordou em reduzir os valores de suas patentes para a Samsung e demais firmas locais de celulares [LG, por exemplo], que anteriormente pagavam para a empresa que foi comprada, [Nokia] por um período de sete anos. Microsoft aceitou cortar taxas que recolhe anualmente de fabricantes coreanas de smartphones em até mesmo patentes que não são convencionais, e as comerciais. A imposição de vendas ou proibição de importação por companhias locais também é impossível, de acordo com o entendimento mútuo. O FTC ordenou que a Microsoft não compartilhe informações com suas parceiras a fim de manter a concorrência justa.”

Note que a Microsoft foi obrigada a seguir com os pedidos da Comissão de Troca Justa da Coreia do Sul para seguir em frente com a aquisição da Nokia por US$ 7 bilhões, evitando o desenvolvimento de um monopólio por parte da gigante de Redmont e forçando-a a buscar uma situação mais amigável entre si e as demais produtoras de dispositivos portáteis. A regulamentação foi posta em prática na Coreia, pois a ação anti-truste também engloba a terra natal da Samsung e LG. Ambas, a partir de agora, devem gastar valores notavelmente inferiores para utilizarem o Android como ambiente virtual.

fonte

http://www.tudocelular.com/android/noticias/n59856/microsoft-lg-e-samsung-entram-em-acordo-de-patente.html