Mapa das Indicações Geográficas brasileiras de 2017 é lançado

O INPI e o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) disponibilizaram, no dia 13 de setembro, a versão 2017 do Mapa das Indicações Geográficas do Brasil, com a incorporação de quatro novos produtos reconhecidos por Indicação de Procedência até julho de 2017.

São eles: o inhame da região São Bento de Urânia (ES), a erva-mate de São Matheus (PR), as uvas finas de mesa de Marialva (PR) e o mel de abelhas do oeste do Paraná.

O Mapa é um dos produtos do Acordo de Cooperação Técnica assinado entre os dois Institutos, com o objetivo de representar cartograficamente as áreas produtoras e de prestação de serviço brasileiras que possuem o registro concedido pelo INPI.

Acesse a versão digital do mapa e a lista das IGs representadas.

Entendendo a Indicação Geográfica

O registro de Indicação Geográfica permite delimitar uma área geográfica, restringindo o uso de seu nome aos produtores e prestadores de serviços da região (em geral, organizados em entidades representativas). A IG possui duas espécies: Indicação de Procedência (IP) e Denominação de Origem (DO).

A espécie Denominação de Origem reconhece o nome de um país, cidade ou região cujo produto ou serviço tem certas características específicas graças a seu meio geográfico, incluídos fatores naturais e humanos.

Já a espécie Indicação de Procedência se refere ao nome de um país, cidade ou região conhecido como centro de extração, produção ou fabricação de determinado produto ou de prestação de determinado serviço.

fonte

http://www.inpi.gov.br/noticias/mapa-das-igs-brasileiras-de-2017-e-lancado/view