Gloria Pires e mais atores pretendem ir à Justiça após decisão do governo

Gloria Pires se manifestou em uma entrevista após a decisão do governo de Jair Bolsonaro (PSL) em suspender a cobrança de direitos autorais no audiovisual. A atriz é presidente da Associação de Gestão Coletiva de Artistas Intérpretes do Audiovisual do Brasil (Interartis Brasil).

Para a jornalista Mônica Bergamo, do jornal Folha de S. Paulo, Gloria afirmou que não fugirá da raia e que sairá em busca do que é dela e de seus colegas pela lei: “Não iremos abrir mão dos nossos direitos”.

Recentemente, a associação entrou com recursos contra a suspensão e com o intuito de ir à Justiça, caso a ação não seja atendida pelas autoridades. “Cada vez mais o audiovisual está fazer parte da vida das pessoas”, opinou a veterana.

Prestes a voltar à TV no remake de “Éramos Seis”, a artista entende que os atores devem crescer ao mesmo tempo em que o audiovisual é expandido. “É justo que os intérpretes participem dessa expansão”.

O diretor geral da entidade, Victor Drummond, garantiu que cerca de 70 artistas, incluindo Carolina Ferraz, Eliane Giardini e Sonia Braga, encaminharam notas de protesto para o e-mail do secretário de Direitos Autorais e Propriedade Intelectual, Maurício Braga. Ainda de acordo com a reportagem, a secretária declarou que não vai se manifestar sobre a decisão.

fonte

https://rd1.com.br/gloria-pires-e-mais-atores-pretendem-ir-justica-apos-decisao-do-governo/