Boeing patenteia invento que cria campo de força defensivo

São Paulo – Famosos em filmes de ficção científica, os campos de força podem se tornar realidade. Recentemente, a Boeing registrou uma patente nos Estados Unidos que se assemelha muito ao conceito de campo de força.

O nome da patente não chega a usar o termo “campo de força”. Ela foi registrada com o nome de “método e sistema para atenuação de ondas de choque através de arco eletromagnético”. Sim, o nome é complicado.

Na prática, o sistema é capaz de proteger estruturas da onda de choque causada por uma explosão. O conceito é simples.

Um sensor é capaz de identificar explosões – seja na água ou no ar. Um sistema é capaz de deduzir o momento da explosão e a sua localização. Com isso, também deduz quando o impacto da explosão chegará até o veículo.

Em seguida, um sistema de lasers é ativado. Ele aquece uma região do ar próxima ao veículo, criando uma espécie de escudo de plasma entre o alvo e a explosão.

Com temperatura, densidade e composição diferentes, o impacto da explosão é desviado e absorvido. Com isso, os danos que seriam causados ao alvo são minimizados.

Para que o cálculo possa ser certeiro, um banco de dados teria informações de leitura de diferentes explosões. Graças a isso, seria possível escolher a estratégia correta para cada momento.

A patente foca no uso da tecnologia para proteção de veículos, mas ela poderia ser usada também para proteger aviões, navios, prédios e até soldados a pé.

Assim como em qualquer outro caso, o registro de uma patente não implica uso real da ideia. Seria preciso esperar por testes práticos para ver se a ideia da Boeing funciona de fato ou não.

fonte

http://exame.abril.com.br/tecnologia/noticias/boeing-registra-patente-de-desenvolvimento-de-campo-de-forca