Amazon quer construir centros de distribuição de produtos no céu

Depois de concretizar planos que envolvem drones como parte fundamental de sua logística, a Amazon agora prevê plataformas de distribuição aéreas, similares a dirigíveis, de onde drones partiriam para entregar produtos.
Um pedido de registro de patente detalha o que a companhia define como “centros de suprimento aéreos” (AFC, na sigla em inglês).
Na verdade, o pedido foi feito há dois anos, porém só percebido apenas na semana passada por Zoe Leavitt, um analista de dados de tecnologia da empresa de pesquisa de mercado CB Insights.
Segundo a descrição da patente, os drones lançados das plataformas economizaram em tempo e usariam menos energia que os lançados a partir do chão. Os AFCs planariam a uma altitude de 13,7 mil metros e seriam reabastecidos por aeronaves menores.
A Amazon não falou publicamente sobre a tecnologia e seus planos que envolvem os tais AFCs. A gigante do varejo online, entretanto, tem demonstrado avanços concretos quando revelou que um drone realizou a primeira entrega comercial de um pedido no Reino Unido.
De acordo com a empresa, todo o processo de entrega levou apenas 13 minutos para ser concluído. A Amazon ainda planeja mais entregas comerciais com drones neste ano.
Ilustraca0-patente
fonte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *